Arquivo | janeiro 2002

Pois é, pessoal, acho que o Blogger já deu o que tinha de dar pra mim. Decidi começar a usar o Greymatter, que conheci lendo o weblug, o blog da Luciana Terceiro.
O sistema é muito bacana. Baseado em Perl, roda no webhost do site. Se você não tem hospedagem própria, não adianta. Mas é uma ótima pedida para quem tem.
Você está sendo redirecionado para o meu novo barraco neste momento. Te vejo lá!

Deus é um voyer.

Acabei de assistir a “Shrek”. Espetacular, muito engraçado!
Se a DreamWorks não ganhar o Oscar de melhor animação, estará provado que esse prêmio é uma armação dominada pelas grandes corporações (sim, estou me referindo à Disney, que vai concorrer com o também bom “Monstros S.A.”. Bom, mas não melhor que “Shrek”).
Mesmo que tudo isso aconteça, ainda assim o filme continuará sendo o melhor.

Ah, parênteses: descobri o texto abaixo no blog da Cora. Crédito dado!

Tá certo, tá certo. Sei que tenho mania de ficar colando coisas que vejo em outros blogs, mas o que posso fazer se as idéias e sugestões são bacanas? Talvez eu seja pouco criativo mesmo, mas, quer saber, dane-se!
Diga dane-se você também e vá para a coluna do Silio Boccanera, jornalista da Globo, que fala sobre uma seção do norte-americano “The Times” que logo, logo pipocará nos jornais sem criatividade aqui do Brasil. Duvida?

[…] Em suma: desta vez, depois de mais de quinze anos de PC, a Apple finalmente me ganhou. Pela primeira vez encontro, num Mac, qualidades operacionais e funcionais que vão além de uma carinha bonita e de uma cor da moda.

É, a Cora se entregou de vez à Apple. Também, com um lançamento desses, quem não se entregou?

 

Ah, claro: quem quiser receber o email sobre “A Lição do Bambu Chinês” só precisa me escrever, pois não vou postá-lo no meu barraco.

Ai. Acabei de ler um email sobre “A Lição do Bambu Chinês”. De doer. Não acho ruim essas metáforas da vida, mas algumas exageram e outras simplesmente não têm nada a ver.
Na verdade, eu acho que não gosto muito de ditados. Digo isso porque também acho patético aquele cara que o Stenio Garcia faz na novela “O Clone”, que sempre profere uns dois ou três ditados ou pensamentos cada vez que aparece. Que saco! Quando não tiver mais ditados, o personagem dele morre.

Estou cá reinstalando os programas que foram perdidos na formatação do meu HD, bichado inexplicavelmente. Agora estou colocando o MusicMatch Jukebox, para ripar CDs. No micro velho, estou colocando o Norton AntiVirus para acabar de vez (ou quase) com os problemas dessa natureza que apareceram.
Olha só. O MM está mais bacana, especialmente na skin padrão. Bom, agora vou terminar.

Em breve, meu blog terá uma seção chamada Postais, onde vou colocar, digitalizados (ou escaneados, como preferem alguns), os cartões que recebo.
O link vai ficar aqui do ladinho direito, ó. Por enquanto, só digitalizei um. Se quiser vê-lo, vá para a pasta em que eles estão.