Archive | dezembro 2008

Quem somos? (ou “Por que Deus não existe”)

Se Einstein estava certo (e todas as pesquisas até agora mostram que estava), e=mc² (energia é igual a massa vezes o quadrado da velocidade da luz).

Se energia é massa, e vice-versa, então tudo no universo é energia.

Se tudo no universo é energia, então o ser humano é energia. Não pura, pois passou por transformação para se tornar massa, mas ainda assim é energia.

Prazer, eu sou energia – assim como você, seus pais, seu cachorro, as plantas, a água, enfim tudo.

Assim como esse outro ser que cada povo chama por um nome (afinal, dizem que o homem foi feito à imagem e semelhança desse tal… o que não é de todo errado se fizermos uma interpretação mais “palpável” da origem do homem a partir da fórmula elaborada por Einstein).

Isso significa que todos somos do mesmo “lugar”, formados por uma mesma coisa. Somos essencialmente irmãos, não no significado religioso do termo, mas porque o material do qual somos feitos é o mesmo desde sempre, desde o início: energia.

Precisamos sempre lembrar que energia não é boa nem ruim, ela apenas é. A interpretação e o seu uso são responsabilidades nossas. Por isso não faz sentido acreditar que um outro ser nos guia, nos observa, nos pune, nos premia.

Tudo o que vem depois de a energia se transformar é fruto dessa massa às vezes linda, inúmeras vezes repugnante, chamada homem.

Acredito profundamente que, quando cada um de nós tiver isso em mente, metade dos problemas que alguns homens têm com outros estará a meio passo de ser resolvido.

(Publicado posteriormente no meu perfil do orkut.)